Skip to content


O problema dos círculos eleitorais…

Com a contagem das eleições legislativas perto do fim (só saberemos o resultado dos últimos 4 mandatos no dia 15 de Junho), uma nota rápida sobre a distribuição de deputados pelos círculos eleitorais.

Todos sabemos que há eleitores fantasmas nos cadernos eleitorais. A minha estimativa actual é de 1 milhão de eleitores a mais inscritos nos cadernos eleitorais. O que muita gente não sabe é que esses fantasmas decidem deputados, ao alterarem a distribuição dos deputados pelos círculos eleitorais do território nacional (o número de deputados para os círculos “Europa” e “Fora da Europa” são fixos).

Como demonstração, a tabela abaixo tem os deputados por círculo eleitoral calculados com base nos eleitores inscritos (a forma oficial) e com base no número de votantes nas últimas eleições (que assumo que se aproxima mais da proporção correcta). O método de cálculo é, como definido na Lei 14/79, o método de Hondt.

Círculo Eleitoral Nº Deputados (inscritos) Nº Deputados (votantes) Diferença
Aveiro 16 16 0
Beja 3 3 0
Braga 19 20 -1
Bragança 3 3 0
Castelo Branco 4 4 0
Coimbra 9 9 0
Évora 3 3 0
Faro 9 8 1
Guarda 4 3 1
Leiria 10 10 0
Lisboa 47 49 -2
Portalegre 2 2 0
Porto 39 42 -3
Santarém 10 10 0
Setúbal 17 18 -1
Viana do Castelo 6 5 1
Vila Real 5 5 0
Viseu 9 8 1
Madeira 6 5 1
Açores 5 3 2

Posted in Sociedade, Voto.


No Responses (yet)

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.